Harley Davidson Rider’s Camp 2019, relembrando as raízes

Texto: Guilherme Foster | fotos: Guilherme Foster e Guilherme Veloso

Moto, amizade, ótima música e muita diversão! Foi assim o fim de semana de 6 de outubro, quando aconteceu o Harley Davidson Rider’s Camp, em Itu, interior de São Paulo. O evento, que já está em sua quarta edição, busca reconectar os participantes às raízes das viagens motociclísticas, quando os viajantes não precisavam se preocupar com check-in e check-out, paravam para descansar quando necessário e armavam suas barracas onde conseguissem. A ideia era: apenas monte e desmonte e não perca tempo. Parta para a estrada! Neste final de semana, consegui sentir um pouquinho como seria esse tipo de aventura.

O local escolhido para o evento foi o Camping Fazenda das Pedras, um espaço com ótima estrutura, o que facilitou um pouco para os marinheiros de primeira viagem, como eu. Saí de São Paulo com um grupo de amigos na sexta-feira à tarde, para conseguir aproveitar ao máximo o fim de semana. A viagem até Itu é curta, portanto, em pouco tempo, já estávamos na recepção do evento. Logo na entrada, já recebi meus vouchers para as refeições e também para o Jack Daniel’s – algo que não pode faltar em um evento da Harley Davidson. Procurei um local perfeito e até um pouco isolado para montar minha estrutura para o fim de semana. Minha moto ficou estacionada logo ao lado da minha barraca, servindo até como ponto para amarrar parte da armação. É difícil explicar em palavras a sensação que foi acampar desta maneira.

Após apreciar um pouco o pôr-do-sol, encontrei meus amigos para começar as festanças do fim de semana especial. Os riders continuaram a chegar durante o resto da noite, montando suas barracas em qualquer lugar à vista. Enquanto isso, o cinema ao ar livre já dava o pontapé nas atividades. Quem já teve a experiência de assistir a um filme tendo como teto um céu estrelado, com certeza nunca se esqueceu. Depois da sessão, os riders voltaram à área do camping e continuaram a festa. Dei uma volta à noite pelo local e conversei com diversas pessoas, todos muito acolhedores!

Acordar com a natureza tão próxima foi algo muito especial e relaxante, bem diferente da rotina em São Paulo. O sábado foi um dia repleto de atividades! Muitos participantes continuaram a chegar até a hora do almoço. O jornalista do Motor do Mundo, Marcelo Barros (@motordomundo), foi um dos que vieram no sábado e conta um pouco da experiência: “Chegamos em Itu, na Fazenda das Pedras. A partir daí foi uma surpresa atrás da outra! O lugar é lindo, gigante, eu não esperava um local tão grande e com tanta natureza. Já tinha banda tocando na hora do almoço, churrasco pra comer e cerveja pra tomar”.

(Ouça a íntegra da entrevista no podcast abaixo).

O almoço ficou por conta da Lucky Wings, que preparou um churrasco no melhor estilo BBQ. A banda Musicbox (@musicbox), que fez sua segunda participação no Camp, foi responsável pelo entretenimento da galera na parte da tarde. Com um repertório fantástico, a banda não deixou ninguém parado! A vocalista Carol Germano disse que a energia da galera foi tão fenomenal que até ajudou a revigorar o cansaço da noite anterior: “Fomos até São Sebastião na sexta-feira, fizemos um show lá e viemos direto, virados, pro show em Itu da galera do Rider’s Camp. Foi cansativo, mas a energia do pessoal não deixou a gente parar nem um pouco. Muito pelo contrário, a gente terminou o show em êxtase, querendo passar o resto do dia com a galera. Foi muito legal mesmo! De coração, é um evento que, se puder, a gente vai fazer pelo resto da vida!

(Ouça a entrevista em sua íntegra no podcast abaixo).

No final do dia, após outro belo pôr-do-sol, o cinema ao ar livre novamente não decepcionou com o filme Mad Max! Trouxe um pouco de descanso para o que ainda estava por vir: a banda Kamikaze fechou o dia com chave de ouro! Alguns riders até subiram ao palco para dar uma palinha, animando ainda mais a galera. Quando a banda tocou sua última música, era possível ver na cara de todos que realmente foi um evento especial!

Segundo Marcelo Barros (@motormundo), foi um evento único. “Estou impressionado, pois a Harley Davidson apostou em um formato de evento que tem tudo a ver com o motociclismo. No Brasil, nenhuma outra marca faz um evento assim, então ponto pra Harley Davidson. Ano que vem estarei de volta com certeza!”, comentou.

Foster | Foto: Guilherme Veloso

Eventos com propostas similares já estão sendo planejados. Bruna Wladyka, fundadora do #ElasPilotam (@elaspilotam), explica um pouco mais sobre o “Elas Pilotam Camp” (@elaspilotamcamp), que será exclusivo para mulheres: “estou planejando e começando a produção do Elas Pilotam Camp, um acampamento exclusivo para mulheres aqui no Brasil, tendo como referência eventos que já acontecem nesse mesmo formato nos Estados Unidos e Europa. No brasil vai ser o primeiro exclusivo para mulheres, então eu já queria de alguma forma ir ao acampamento da Harley e quando eu recebi o convite foi perfeito! ” “O Camp será um final de semana que as meninas vão poder ir de barraca, aproveitar e ir com suas motos. Mas quem não tiver moto, não se preocupe o que vai poder ir porque essa é a ideia e intenção do movimento Elas Pilotam. ” “Elas Pilotam Camp ainda não está 100% com a data definida, mas a ideia é que aconteça nos primeiros quatro ou cinco meses de 2020. Queremos pegar um feriado, para que todas as mulheres consigam ir. Será em um lugar mais central, pelo menos essa primeira edição, afinal o movimento é aberto ao Brasil inteiro”.

(Ouça a entrevista em sua íntegra no podcast abaixo).

Bruna Wladyka | Foto: Guilherme Veloso

Foi a minha primeira vez no Rider’s Camp e posso falar, sem dúvida, que no ano que vem estarei de volta! A organização do evento e a energia do pessoal me surpreenderam muito. Não vejo a hora de amarrar a barraca na minha moto novamente e pegar a estrada para acampar!

Gui Foster, siga: @duasrodaspelomundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *