Harley Davidson Sport Glide é uma excelente opção para iniciantes no segmento touring

Texto: Gui Foster (@duasrodaspelomundo)| Fotos: Kadu Pinheiro (@kadupinheiro_roadpics)

Depois de rodar 1.050 km com a Harley Davidson Sport Glide em diversas condições de estrada, temos agora um review bem completo com todos os detalhes dessa máquina. A característica que mais chamou a minha atenção foi a flexibilidade desse modelo da montadora americana. Trata-se de uma moto que serve tanto para um passeio curto como para um “bate e fica” no fim de semana!

Com menos de um minuto (veja o vídeo da moto sendo desmontada), você pode modificar a Sport Glide e garantir sua diversão. Toda essa versatilidade é possível pois tanto os alforjes como a carenagem são destacáveis. Portanto, em alguns minutos, você pode ter uma moto mais leve e estilosa para aquele passeio curto ou uma moto com conforto para levar a sua bagagem em um passeio de fim de semana.

Ao me deparar com a Sport Glide pela primeira vez, me surpreendi com a altura. O banco fica a 68 cm do solo, portanto, não tive problema algum em ficar com os dois pés apoiados no chão. Apesar de seus 300kg, como a moto tem um centro de gravidade relativamente baixo, é muito fácil manobrar e controlá-la em baixas velocidades. Desde o começo, me senti plenamente no controle da possante máquina. As pedaleiras avançadas complementam à perfeição a posição de pilotagem que se espera de uma custom.


Para conseguir uma avaliação completa da moto, fiz um test ride em diversos tipos de condições, desde serras extremamente sinuosas até longas distâncias em estradas tradicionais. Vamos às diferentes opções:

Na estrada

Rodei por volta de 600 km em rodovias, com e sem carenagem, para averiguar a diferença. Posso afirmar que, na estrada, mesmo sendo pequena, a carenagem melhora um pouco o conforto, diminuindo a incidência do vento no piloto. Os alforjes, itens com os quais não estou acostumado, foram muito bem-vindos. Pude levar tudo de que necessitava sem precisar recorrer a métodos criativos, como prender todos as bagagens na moto, como normalmente faço. O motor Milwaukee Eight 107 se comportou muito bem e não faltou torque para ultrapassagens nas vias de mão dupla. Mesmo nos trechos mais longos, em que a sexta marcha é mais utilizada, o motor responde muito bem sem precisar reduzir para a quinta.


Na serra

Os trechos sinuosos são a minha parte favorita em qualquer passeio. Pilotei a Sport Glide em algumas serras diferentes e realmente testei seu potencial. Devido à altura, pensei que a diversão pudesse ser limitada. Porém, fui surpreendido com uma moto que responde muito bem a todos os tipos de curvas. Os garfos dianteiros invertidos contribuem para melhorar ainda mais a ciclística, tornando o passeio nas partes mais sinuosas extremamente divertido! Ainda mais se se lembrar que a proposta dessa Harley Davidson não é a alta performance em curvas. Caso procure uma Harley com essa pegada, sugiro a Low Rider S (veja matéria aqui) ou a Fat Bob.

No trânsito

Peguei a moto em uma quinta-feira. Portanto, rodei um pouco no intenso trânsito de São Paulo. A proposta da Sport Glide, claro, não é ser uma moto para o dia a dia na selva de pedra da cidade. Mesmo com isso em mente, a agilidade me surpreendeu. Para melhorar ainda mais, é só retirar os alforjes. Indo além, uma opção é ajustar o guidão mais para o alto, como falaremos nas possibilidades de customização.

Vídeo da Avaliação completa:

Customização:

Trata-se de uma proposta que está no sangue da Harley Davidson e com a Sport Glide não poderia ser diferente. Seguem algumas modificações que recomendo para deixar sua máquina única!

  • O motor Milwaukee Eight já tem um ronco interessante. Com apenas uma ponteira, com certeza, ele irá ficar ainda melhor para quem busca performance. Sugiro um combo 2 em 1, com a troca de filtro também.
  • Se você vai andar com garupa, recomendo a instalação de um sissy bar destacável e de um banco comfort. O original do piloto é confortável para viagens longas, porém, a garupa provavelmente vai pedir um pouco mais de conforto. Importante serem destacáveis para manter a proposta flexível da moto.
  • Particularmente, eu gosto de um guidão mais alto e estreito. Portanto, colocaria um riser mais alongado juntamente com um guidão mais estreito no estilo BMX. Apesar de não sentir nenhum problema durante a pilotagem no corredor, esse setup é preferível para o meu estilo de pilotagem e faria a diferença no dia a dia.
  • Em relação aos itens decorativos, a Harley Davidson possui diversas opções de manoplas, tampas de primária, etc. Minha sugestão é escolher a coleção que mais agrada e seguir o tema nos demais acessórios.

Lembrando que a ganhadora do “Battle of the Kings”, Coast Glide da Laidlaw’s Harley-Davidson, é uma Sport Glide. Portanto como podemos ver, o céu é o limite quando falamos de customização.

Considerações finais:

A Harley Davidson Sport Glide tem uma proposta interessante devido à sua flexibilidade. A ciclística surpreendeu, principalmente nas curvas. Na estrada, você pode andar tranquilo que não vai se arrepender. Na minha opinião, é uma ótima moto de entrada para o mundo touring da Harley Davidson – e ainda vem com um pouco mais de versatilidade.

Ficha técnica

  • Motor Milwaukee-Eight 108Cilindrada 1.736
  • Comprimento 2.325 mm
  • Altura do assento 680 mm
  • Distância entre eixos 1.625 mm
  • Distância mínima do chão 120mm
  • Ângulo de Inclinação 30 graus
  • Capacidade de combustível 18,9 L (autonomia por volta de 350 km, dependendo do estilo de pilotagem, com media de 18,5 km/L)
  • Peso seco 304 kg

One thought on “Harley Davidson Sport Glide é uma excelente opção para iniciantes no segmento touring

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *