Nova Fat boy vem com design renovado sem perder status de ícone

Fotos e texto: Gui Foster (@duasrodaspelomundo)

Pode-se afirmar, sem sombra de dúvidas, que nos últimos anos a Fat Boy é uma das principais “caras” da Harley Davidson. Com a mudança do consagrado motor Twin Cam para o Milwaukee Eight, o design da moto também sofreu alterações consideráveis. O clássico farol redondo deu lugar a um novo, com estilo inédito para a montadora americana. O pneu traseiro ganhou ainda mais corpo, chegando a 240mm – 40mm maior em relação à versão anterior.

O clássico quadro softail também foi modificado para acomodar a potência e conversar com o estilo do novo motor. Alguns puristas não gostaram muito dessas mudanças. Independentemente de certas resistências específicas, a nova Fat Boy é um sucesso. À primeira vista, fica claro que a moto esbanja estilo, principalmente com todo o brilho do acabamento cromado, uma das novidades do modelo 2021. Em conjunto com os dois pneus enormes (160mm na dianteira e os já mencionados 240mm na traseira), a moto apresenta um visual muito imponente e inconfundível!

Depois de alguns minutos apreciando, chegou a hora de rodar! 

Pilotando a Fat Boy 

Na cidade, apesar de seu peso (317 kg), eu me senti bem confortável na pilotagem. A altura relativamente baixa (675mm do solo ao assento) ajuda a dar segurança aos mais baixinhos. Sem dúvida, para rodar melhor no corredor, eu colocaria um guidão de 14″ (veja a seção de customização para mais detalhes). Levando em conta a quantidade de buracos nas ruas de São Paulo, a suspensão softail se saiu bem. Em momento algum senti o final de curso.

A estrada é o habitat natural dessa máquina. O motor Milwaukee Eight 114 tem potência de sobra para a diversão. O ponto alto é a entrega de torque em todas as rotações. Assim, não há a necessidade de ficar trocando de marcha com tanta frequência para ultrapassagens, retomadas, etc. A posição de pilotagem da Fat Boy é o que se espera de uma custom, com as pernas para frente, relativamente dobradas, sendo muito confortável para longas distâncias. Além disso, as plataformas acrescentam muito ao conforto.

Apesar de não ser o ponto de destaque da Fat Boy, também é possível se divertir bastante nas curvas utilizando as técnicas corretas de pilotagem. Como dito anteriormente, a moto é relativamente baixa, um fator que, por um lado, traz segurança, mas por outro atrapalha na hora de curtir os trechos mais sinuosos. Para evitar que a plataforma raspe com muita frequência, foi fundamental colocar em prática toda a teoria que aprendi sobre pilotagem em curvas.

Customização 

O modelo 2021 da Fat Boy traz de volta o clássico acabamento cromado! Até então, desde o redesign, o acabamento das peças era acetinado. Pessoalmente, eu acrescentaria e/ou substituiria ao visual cromado, começando com a troca do guidão. Na minha opinião, essa seria a primeira modificação, pois, além de melhorar a pilotagem na cidade, vai somar ao visual da moto. Atualmente, a Wing Customs oferece diversas opções, seja algo mais agressivo, como o Diablo, ou um clássico, como o Classic Robust. Lembrando que temos cupom de desconto “duasrodaspelomundo” aos nossos leitores.

Devido ao estilo da moto, prefiro utilizar uma ponteira para emitir o inigualável som de uma Harley. Se o foco for performance, um escapamento 2 em 1 é a melhor opção.

Caso você goste de desbravar a estrada durante diversos dias seguidos, um sissy bar destacável será fundamental! Dessa maneira, é possível prender a bagagem com mais facilidade, seja rodando solo ou com garupa. Se o vento for um problema na estrada, o para-brisa destacável é uma ótima opção. No meu gosto, prefiro que esses dois acessórios sejam destacáveis para retirá-los e limpar o visual quando não houver necessidade.

Para os que rodam constantemente com garupa, além do sissy bar, recomendo também um banco mais confortável, uma vez que o que vem de fábrica, apesar de ser muito estiloso, não é exatamente muito confortável nas jornadas mais longas. Não é necessário trocar o assento inteiro, somente o do passageiro. 

Quando falamos em acessórios como manoplas, tampa de primária, etc., eu gosto muito das linhas que a Harley Davidson oferece. Nesse caso, recomendo escolher uma mesma identidade visual, para não fazer uma “salada” de acessórios diferentes. Seguindo o estilo cromado da Fat Boy, sugiro a Defiance Chrome Collection 

Considerações finais 

Mesmo com a mudança de design, a Fat Boy conseguiu manter o status de ícone. A volta do acabamento cromado é algo que me agrada especialmente. A moto realmente brilha – literalmente! Como já falei em outros test rides, sou fã do motor Milwaukee Eight 114, principalmente por conta da entrega de torque! A moto é bem versátil, tanto para rodar na cidade como para fazer aquela viagem longa para explorar novos caminhos. Não a recomendo para quem está iniciando no mundo duas rodas. Acredito que seja mais adequado começar com modelos menores para, eventualmente, chegar nesse ícone.

Atualmente (setembro de 2021), para levar uma Fat Boy para casa, você irá desembolsar a quantia de R$104.000. Se preferir, uma cota dessa máquina na 4Ride (@4ridemotorcycle) sai por volta de R$29.000 – uma ótima opção para quem não vai rodar todo fim de semana ou até para quem quer a Fat Boy como uma segunda moto. Afinal, não podemos deixar uma máquina dessas estacionada na garagem. Para falar com a 4Ride: https://wa.link/npwv23

E você? Vai encarar esse verdadeiro ícone? 

Harley Davidson Fat Boy

Gostei: estilo único com a volta do acabamento cromado

Precisa melhorar: Preço

Em uma palavra: Ícone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *