Triumph Scrambler 1200 XE, uma trail moderna mas com estilo clássico

Texto e fotos: Gui Foster (@duasrodaspelomundo)

Entre os modelos disponíveis para o mercado brasileiro, a montadora britânica Triumph tem opções para agradar a todos os gostos. Desde uma naked, como a Street Triple, passando por uma clássica, como a Speed Twin, até chegar em uma Adventure, como a Tiger. Em uma interessante mescla do clássico com o trail, a Triumph também disponibiliza a Scrambler 1200. Trata-se de uma máquina com os componentes tecnológicos de uma Adventure, mas sem perder todo o charme de uma clássica. São duas versões: a Scrambler 1200 XC, modelo base muito bem equipado, e a 1200 XE, considerada a top de linha. Tive a oportunidade de pilotar a segunda e vou contar um pouco dessa experiência para vocês.

O motor duplo 1200cc Bonneville é capaz de produzir 90 cavalos e 11 kgf.m de torque. Tal potência, combinada com um câmbio de 6 marchas e uma embreagem com assistência de torque, gera pura diversão e não vai desapontar quem gosta de acelerar um pouco mais. Para segurar a potência com eficiência, ela vem equipada com duas pinças de freio Brembo de quatro pistões na frente e uma de dois pistões na traseira. Com componentes de primeira linha, a moto conta com amortecedores traseiros Ohlins e garfos invertidos Showa de curso ajustável na frente. Ou seja, segurança, conforto e estabilidade estão garantidos! Já o painel é equipado com velocímetro, conta giros digital, indicador de posição de marcha, medidor de combustível, autonomia e relógio. Tudo isso deixa o piloto mais confortável para aproveitar sua máquina tranquilamente!

Quanto ao design, seguindo a linha modern classic no melhor estilo Scrambler, o escapamento escovado 2 em 2 é um dos itens que mais chama a atenção. Com o mesmo acabamento, temos a tampa e uma faixa de metal que tornam o tanque de gasolina (com capacidade de 16 litros) outro componente belíssimo do conjunto. A Scrambler está disponível em duas combinações de cores diferentes: Branco “Fusion White” com verde “Brooklands Green” e azul “Cobalt Blue” com preto “Jet Black” – lembrando que somente o tanque de gasolina é pintado nessas cores. Para fechar os componentes de “beleza” da moto, estão os garfos dourados e o guidão com acabamento prateado, incluindo alongadores e abraçadeiras pretos anodizados.

Apresentações feitas, agora vamos ao test ride!

Quando me deparei com a moto, a primeira coisa que me chamou a atenção foi a altura. Como era de se esperar em uma trail, o assento fica distante do chão, chegando a 870 mm do solo. Após subir na Scrambler, engatar a primeira e acelerar um pouquinho, já me senti no controle total, sem que a altura causasse qualquer desconforto. Sobre a posição de pilotagem, é a mesma postura ergonômica de uma Adventure convencional.

O test ride foi feito no Haras Tuiuti, um circuito muito técnico com curvas abertas e fechadas – tanto em subida como em descida. Portanto, foi possível testar com assertividade a capacidade da máquina em diversas situações. Veja o vídeo:

A Scrambler 1220 XE tem um ângulo de inclinação de 26,9 graus, então fiquei um pouco surpreso quando raspei a pedaleira nas primeiras curvas do percurso. Aí percebi que não estava utilizando meu corpo da maneira correta. Com uma leve adaptação e usando um pouco mais meu peso, a pilotagem ficou melhor e raspei a pedaleira somente quando deitei bastante a moto nas curvas mais fechadas. Se você tem dúvida sobre esse tipo de técnica, recomendo fazer um curso de pilotagem. A própria Triumph tem cursos por meio do programa TriumphTRX. Quem acompanha meus passeios com frequência, sabe que eu me divirto nas curvas e avalio com cuidado o desempenho nos trechos sinuosos. E não só não me desapontei nesse quesito, como me diverti muito! Depois de uma volta completa no circuito, me senti bem confortável, apto para realmente testar o potencial da Scrambler 1200 XE. Felizmente, não tive que usar nenhum de seus componentes de segurança, como ABS ou controle de tração, mas utilizei ao máximo o motor 1200 Bonneville. A retomada de velocidade após as curvas mais fechadas é rápida e não vai decepcionar quem está acostumado com as motos de alta performance da montadora inglesa.

Alguns modelos do segmento Adventure possuem a tecnologia quickshifter, que permite a troca de marchas sem o acionamento da embreagem. Não é o caso da Scrambler 1200 XE – decisão, na minha visão, adequada pois distanciaria a moto de sua proposta clássica. Como o test ride foi feito em um circuito, não cheguei a experimentar diversos itens de conforto. Mas é sempre bom mencionar algumas funcionalidades muito importantes, como piloto automático, manoplas aquecidas e tomada USB, entre outros. Utilizei só o modo de pilotagem “road”, mas também estão disponíveis “chuva”, “sport”, “off-road” e um chamado “rider”, que é configurável de acordo com as preferências do piloto. Ou seja, existe uma opção adequada para qualquer diversão que você tenha em mente!

O test ride em uma pista fechada foi muito divertido e pude testar a moto ao extremo. No entanto, também preciso conduzir no dia a dia para falar de um item que pode impactar, o escapamento. Alguns relatos mencionam esquentando a perna quando parado no transito devido a sua posição. Como não tive a oportunidade de pilotar na cidade, não vou comentar sobre o assunto no momento. Assim que tiver a oportunidade, farei um relato somente sobre a pilotagem na cidade e estrada. Fique ligado!

Possibilidades de customização:

Dependendo da finalidade, a Triumph desenvolveu diversos acessórios para melhorar ainda mais a experiência na Scrambler 1200 XE.

  • Para aqueles que gostam de fazer viagens de longa distância, recomendo a instalação de para brisa (três alturas disponíveis), bolsa lateral (necessário suporte), mala de tanque e, dependendo da quantidade de bagagem, bolsa rolo que vai na traseira da moto.
  • Se você é um pouco mais aventureiro e gosta de pegar uma estrada de terra também, a barra protetora de motor e o protetor de radiador em alumínio são fundamentais.
  • Para quem gosta de performance e um barulhinho a mais, a Triumph também disponibiliza o escapamento da Arrow.
  • Se houver algum problema com a altura da moto, também existe a opção de um assento mais baixo.
  • Quando a beleza é prioridade, também estão disponíveis diversos acessórios que vão deixar a Scrambler 1200 XE mais bonita ainda! Esse tipo de customização depende muito do gosto, assim sugiro pegar o catálogo na concessionária.

Considerações finais.

Particularmente, gostei muito do visual e do estilo de pilotagem da Triumh Scrambler 1200 XE. O piloto focado em viagens de longa distância (acima de 10.000 km) normalmente dará preferência a uma Adventure convencional, como a Tiger. Mas o que ele vai ganhar em conforto e autonomia, irá perder em estilo. Vale ressaltar que acredito ser possível realizar uma viagem extensa com essa moto. Portanto, se você busca uma máquina versátil, capaz de rodar em diversas condições de estrada, mas sem perder o estilo de uma clássica, a Scrambler 1200 XE é uma boa opção.

Ficha Técnica:

  • Preço – a partir de R$59.990,00
  • Motor comresfriamento líquido, 8 válvulas, SOHC, ângulo de 270° da manivela com 02 cilindros paralelos TWIN
  • Cilindrada 1.200
  • Altura do assento 870 mm
  • Distância entre eixos 1.570 mm
  • Capacidade de combustível 16 L
  • Peso seco 207 kg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *