4Ride comemora três anos compartilhando o sonho das duas rodas

Texto: Gui Foster (@duasrodaspelomundo)| Fotos: 4Ride (@4Ridemotorcycle)

A paixão por duas rodas é algo que nos move, no entanto, não são todos que conseguem colocar suas motos na estrada com a frequência que gostariam. Uma moto parada na garagem, que não está sendo aproveitada com frequência, gera um custo alto para a maioria dos motociclistas. A 4Ride (@4Ridemotorcycle) traz o conceito de compartilhamento ao motociclismo acabando com este problema.

Para comemorar os três anos da 4Ride, conversamos com o idealizador da empreitada Gustavo Carvalho e tiramos todas dúvidas sobre o compartilhamento de motos.

Como surgiu a ideia de criar uma empresa de compartilhamento de moto?

Ando de moto desde os 15 anos (e sem capacete…bons tempos! rs) e enquanto solteiro não tinha carro. Todas as viagens que fazia eram de moto (CG, XT600, DL1000).

Depois que casei e a minha filha nasceu, acabei realizando também o sonho de ter uma BMW. Pelo ritmo que eu vinha utilizando a VSTROM durante a gravidez da minha mulher, eu sabia que se realizasse o sonho completo (GS 1200), a moto passaria mais tempo parada na garagem do que rodando, e pelo tamanho da moto, andar com ela na cidade não seria algo muito simples (na época até era seguro, não se falava tanto em assaltos da GS).

Como todo bom “pão-duro”, pensei em quanto custaria aquela GS 1200 parada na minha garagem, com pouco uso, e acabei optando por uma F 800 GS. Teria alguns “prejuízos”, mas seriam menores que com a GS 1200, e com certeza usaria mais na cidade. Passados uns 4 anos, realmente não usei a moto como gostaria (rodei uns 20.000 km nestes 4 anos), mas a vontade de ter uma dúzia de motos na garagem era enorme. Quem gosta de moto sabe do prazer de curtir motos diferentes.

Pela minha experiência pessoal e a de diversos amigos que compravam motos que mais ficavam paradas na garagem do que rodando, surgiu a ideia do compartilhamento. Era algo que se bem organizado, e com as pessoas certas, poderia funcionar bem e atender diversas pessoas com o mesmo perfil de uso.

Muitos motociclistas são extremamente protecionistas em relação a sua moto e não deixam nem amigos pilotar suas maquinas, como você fez para mudar este preconceito?

Converso muito com o Marcão (Marcos Evangelista, sócio e diretor de Mkt da 4Ride) sobre isto. Nós chamamos de “paixão possessiva”. Isto ocorre muito pela relação que sempre tivemos com nossas motos. É a conquista da liberdade, do pertencimento, do objeto de desejo, da propriedade. A maioria dos proprietários de motos de grande cilindrada não usam a moto no dia a dia, e quando muito conseguem sair uma vez por mês (basta olhar os sites de anúncios e diversos amigos e conhecidos que você também deve ter nesta situação).  O que temos hoje são garagens repletas de motos zero km. A única opção que tínhamos antes do compartilhamento era a compra da moto ainda que para um uso esporádico, não importando a racionalidade financeira.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é microfone-botão-sinal-verde-ícone-podcast-desenho_csp28754204.png
OUÇA O PODCAST COM GUSTAVO E MARCÃO

O compartilhamento surge como uma alternativa para aqueles que conseguem abrir mão da posse individual, que querem ter a moto para rodar quando tiverem tempo, e ainda sem a preocupação de ter que cuidar da moto, uma vez que parte do nosso serviço é entregar a moto sempre em plenas condições de uso. O que nós estamos mudando é a relação de posse. Nossos sócios curtem andar de moto mais do que a foto da moto na garagem. Juntamos 4 apaixonados por motos em torno da mesma moto, e assim garantimos que ela será 5x mais bem cuidada (a 4Ride é o quinto elemento).

Gustavo e Marcão da 4Ride e Go4Ride

Quais são as opções de associação ao 4Ride? Como funciona com relação a seguro, documento da moto para viagens internacionais e toda esta parte mais burocrática?

Cada moto tem até 4 proprietários, e eles dividem o uso e os custos das motos. Os contratos são sempre por dois anos, limitado ao prazo de garantia das motos. Hoje temos seguro total com cobertura Mercosul, feitos por duas grandes corretoras, e o custo do seguro também é dividido entre os cotistas. Para viagens internacionais, nós ajudamos os sócios a organizar toda documentação e seguros internacionais necessários, sem qualquer restrição quanto a isto. A 4Ride cuida de toda a parte burocrática, e também garantimos que as motos estejam preparadas e em plenas condições de uso para todas as viagens. Os sócios só se preocupam com o roteiro (isto se não utilizarem um da Go4Ride) e em curtir a viagem.

Qual a frequência que eu posso utilizar a moto?

São 3 tipos de reservas:

a. Reserva Padrão (1 semana). Entre sexta e qua/qui da semana seguinte. Pode manter até duas reservas padrão ativas em meses distintos. Ao utilizar uma delas pode reservar outra.

b. Reserva Bônus (15 dias). É permitido realizar uma reserva bônus por ano durante o período do contrato. Ela pode ser reservada com antecedência, e não concorre com a reserva padrão.

Garagem da 4Ride com suas maquinas

c. Última Hora. Todas as motos sem reserva ou com reservas canceladas ficam disponíveis para utilização dos sócios, independente destes já terem utilizado ou terem reserva futura dentro do mês.

Quem faz a manutenção da moto? Como os custos são distribuídos?

Por mantermos na frota apenas motos dentro do período de garantia, as manutenções preventivas em geral são realizadas nas concessionárias das marcas, e os custos distribuídos proporcionalmente ao km rodado. Exemplo. Fizemos uma revisão de 10.000km em uma moto na qual você rodou 2.000km, 20% do custo da revisão serão seus. O mesmo será feito nas trocas de pneus, pastilhas de freio, troca de óleo e filtro. Quem anda mais paga mais.

O que acontece depois de 2 anos? A moto é vendida?

Ao final do contrato (geralmente 2 anos) as motos são vendidas e os sócios recebem de volta 25% do valor de venda, podendo utilizar o valor para investir em cotas de uma nova moto.

Em quais cidades vocês estão atualmente? Quais os próximos planos de expansão?

Atualmente a operação está concentrada em SP, e estamos formando grupos para duas filiais, em Campinas e São Jose dos Campos. Para 2021, temos planos de expandir para outras capitais do Brasil, por meio de parceiros.

O que mais gostaria de nos falar sobre a 4Ride?

Uma das coisas mais divertidas da 4Ride é o nosso Clube de Motos. Ao adquirir uma cota, os sócios e a moto passam a fazer parte de um clube, com outras motos de marcas e modelos distintos. Eles têm preferência de reserva sempre na moto que adquiriram, mas podem utilizar qualquer moto do clube sempre que estiverem disponíveis ou mediante troca de agenda com outro sócio, uma vez que toda a estrutura (seguros e contratos) foi construída para permitir isto.

Triumph Rocket 3 R, lançamento de 2020 e disponível na frota da 4Ride

Hoje nós temos 10 motos rodando, e toda esta confusão que estamos vivendo 2020 nos mostrou, pelo aumento da procura do compartilhamento, que iremos crescer muito. A demanda é maior pelas Big Trails, mas temos focado para aumentar a variedade, e incluir novas motos custom nos clubes, como a HD Fat Boy e uma HD Road Glide.

Composição dos clubes atual:

Clube Easy Rider: Duas Honda X-Adv, BMW F 850 GS Adventure Premium e Tiger 900 Rally Pro.

Clube Road Trip: BMW GS 1250 Premium, BMW GS 1250 Adventure Exclusive, HD Fat Bob, Triumph Rocket III R, Multistrada 1200 Enduro e Africa Twin Adventure Sports

Além da 4Ride, outra frente do grupo é a Go4Ride, uma plataforma de mototurismo focada em oferecer roteiros autoguiados, locação de motos e novas experiência sobre duas rodas, como esta da Serra da Canastra. Veja vídeo com melhores momentos da experiência.

Para maiores Informações:
https://www.4ride.com.br/
WhatsApp: 11-95064-7433 – https://api.whatsapp.com/send?phone=5511950647433

3 thoughts on “4Ride comemora três anos compartilhando o sonho das duas rodas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *